A erradicação do trabalho escravo até 2030 e os desafios da vigilância em saúde do trabalhador

Leão, L.H.C., Siebert, P. ORCID: 0000-0003-3817-229X, Trautrims, A., Zanin, V. and Bales, K., 2021. A erradicação do trabalho escravo até 2030 e os desafios da vigilância em saúde do trabalhador. Ciência and Saúde Coletiva. ISSN 1413-8123

[img]
Preview
Text
1472826_Siebert.pdf - Accepted version

Download (384kB) | Preview

Abstract

A erradicação das formas contemporâneas de escravidão é uma relevante questão científica, social e institucional. De fato, esforços globais têm sido feitos para compreender, mapear e eliminar a escravidão contemporânea, como um dos objetivos do Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas até 2030. Entretanto, pouca atenção tem sido dada para o lugar da vigilância em saúde do trabalhador (VISAT) nas estratégias e lutas pela erradicação dessas relações de exploração. Para suprir essa lacuna, este artigo discute o trabalho escravo contemporâneo (TEC) e suas especificidades no Brasil, na perspectiva da VISAT. Inicialmente, destacamos as relações entre trabalho escravo, saúde do/a trabalhador/a e a vigilância em saúde e, em seguida, apresentamos três desafios da vigilância para o enfretamento do TEC: (1) o desafio de caracterizar setores econômicos, regiões e populações afetadas; (2) de identificar determinantes, riscos e efeitos à saúde; (3) e de fortalecer práticas e serviços de saúde do trabalhador para desencadear ações de formação, informação e intervenção em regiões de maior presença de TEC. Conclui-se que a vigilância em saúde do trabalhador pode trazer contribuições significativas para emancipação de trabalhadores em contextos de trabalho escravo.

Eradicating modern slavery is a relevant scientific, social, and institutional challenge issue. Indeed, efforts are being made at a global scale to understand and eradicate contemporary slavery as a target of the United Nations Sustainable Development Goals by 2030. However, little attention has been given to the Worker Health Surveillance (WHS) in the struggle against contemporary forms of slavery. To fill this gap, the paper discuss contemporary slave labour (CSL) from a workers health surveillance perspective, calling attention to challenges evident in the case of Brazil. Further, we explain the connection of CSL to workers health and to workers health surveillance (WHS). We then identify and discuss three challenges of CSL to WHS: 1. help to characterise and identify economic sectors and populations most affected by slave labour; 2. identify determinants, risks, and health effects related to CSL; and 3. strengthen workers health services to trigger specific actions in terms of formation, information, and intervention in regions of high CSL prevalence. We conclude that Workers Health Surveillance can play an important role towards workers emancipation slavery relations.

Item Type: Journal article
Publication Title: Ciência and Saúde Coletiva
Creators: Leão, L.H.C., Siebert, P., Trautrims, A., Zanin, V. and Bales, K.
Publisher: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Date: 27 September 2021
ISSN: 1413-8123
Identifiers:
NumberType
1472826Other
Rights: All the content of the journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons License BY.
Divisions: Schools > School of Social Sciences
Record created by: Jonathan Gallacher
Date Added: 27 Sep 2021 15:38
Last Modified: 27 Sep 2021 15:38
Related URLs:
URI: http://irep.ntu.ac.uk/id/eprint/44269

Actions (login required)

Edit View Edit View

Views

Views per month over past year

Downloads

Downloads per month over past year